Própolis estudo Covid-19 USP

PRÓPOLIS PODE REDUZIR TEMPO DE INTERNAÇÃO POR COVID-19, APONTA ESTUDO

Uma pesquisa publicada na MedRxiv identificou que o uso de própolis pode ter eficácia na diminuição do tempo de internação de pacientes com Covid-19. O estudo foi realizado em pacientes do Hospital São Rafael, de Salvador (BA), contando como o envolvimento de pesquisadores membros da instituição hospitalar e também do Instituto D’Or de Pesquisa e Educação (IDOR), da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP – USP) e da empresa Apis Flora.

O ensaio clínico introduziu a ingestão de própolis em pacientes internados com coronavírus. Dos 124 pacientes estudados, todos passaram pelo tratamento padrão, mas 40 deles receberam 400 mg/dia de própolis, outros 42 receberam 800 mg/dia e outros 42 não receberam nenhuma dose de própolis.

Própolis X Covid-19

A pesquisa apontou que própolis pode interferir, de forma positiva, em uma proteína da superfície celular (TMPRSS2), que está envolvida no processo de invasão do coronavírus no corpo. Outro ponto importante é que as propriedades da própolis podem ajudar a reduzir os processos inflamatórios por inibição da PAK1, que está associada a uma maior necessidade de cuidados intensivos e com altas taxas de mortalidade.

Segundo o estudo, quem não ingeriu própolis ficou cerca de 12 dias internado após o início do tratamento. Os outros dois grupos que receberam 400 mg e 800 mg ficaram, respectivamente, 7 e 6 dias internados.

Os resultados do estudo necessitam de revisão e não podem ser usados para orientar o uso clínico de própolis no tratamento da Covid-19.

A publicação, em formato de preprint (pré-publicação) na MedRxiv serve apenas como indicativo de uma tese e como uma esperança de novas formas de tratamento para o coronavírus.

Saiba mais sobre própolis

Própolis é uma substância naturalmente produzida pelas abelhas a partir da seiva das árvores combinada com a cera e a saliva das abelhas. Isso resulta em um produto marrom que serve como revestimento e proteção das colmeias.

Atualmente, já foram identificados mais de 300 compostos no produto. A maioria na forma de polifenóis que atuam como antioxidantes, lutando contra doenças e danos no corpo humano. Além disso, já existem outros estudos que indicam a ação anti-inflamatória bem como protetiva da própolis.

 

neurofoco fosfatidilserina

COMO ESTÁ SEU FOCO E CONCENTRAÇÃO? CONHEÇA A FOSFATIDILSERINA

Você já conhece a fosfatidilserina?
Não? Então “bora” conhecer essa substância de nome difícil, mas que promete melhorar sua capacidade cognitiva e concentração!

De onde vem a fosfatidilserina?

A fosfatidilserina tem papel importante na constituição dos neurônios onde auxilia nas chamadas sinapses – transmissão de impulsos nervosos -, e de membranas celulares atuando na proteção das células.
Basicamente, esta substância possui grande presença nos tecidos cerebrais.
A fosfatidilserina é produzida naturalmente pelo organismo, porém com o avanço da idade, a tendência é reduzir a sua presença no corpo.

Onde ela age?

Age essencialmente no funcionamento dos impulsos elétricos e nervosos cerebrais. Portanto este elemento atua no bom desempenho destas transmissões nervosas, garantindo a saúde do sistema nervoso.

Sabe quem têm fosfatidilserina na sua composição?
Isso mesmo, o NEUROFOCO da ADA Nutracêuticos.

Quais os benefícios de consumir o Neurofoco?

O consumo auxilia a manter a constituição das membranas neurais, dessa forma, o risco de desenvolver doenças neurodegenerativas (como Parkinson) é reduzido.
Além disso, atua na melhora da cognição e capacidade mental, já que potencializa a concentração, raciocínio e a atenção.

Podemos mencionar rapidamente aqui outros benefícios do uso do Neurofoco:

  • Controla o estado de transtornos atencionais como o TDAH e hiperatividade;
  • Minimiza os índices de estresse, regulando o humor;
  • Melhora o funcionamento físico;
  • Otimiza a capacidade de memorização e aprendizagem.

Ajuda na luta contra doenças como Alzheimer?
Sim. Apesar de não ser um elemento de propriedades efetivas de cura, a fosfatidilserina vem sendo frequentemente recomendada no tratamento de doenças neurodegenerativas.

As doenças neurodegenerativas são doenças incuráveis e debilitantes que têm como consequência a degeneração progressiva e/ou morte dos neurônios. Causam assim problemas de movimento (ataxias) ou de função mental (demências). As demências são as responsáveis pela maioria das doenças neurodegeneraticas e o Alzheimer representa aproximadamente 60-70% dos casos.

Desta forma, o neurofoco pode auxiliar no tratamento deste tipo de doença.

VOCÊ SABE COMO ATUA O COLÁGENO TIPO II?

Frequentemente ouvimos alguém falar sobre colágeno, certo? São frases que vão de “tomo colágeno para evitar pés de galinha” a “a idade chegou, preciso de colágeno”.
Então é de entendimento geral que o colágeno realmente é eficiente para a elasticidade e motricidade das articulações. E este último mencionado é o principal beneficiado quando se trata do consumo do colágeno tipo II.
Sabe-se que as articulações tem papel principal em dar estabilidade, flexibilidade e movimentação ao corpo, também une os ossos e as cartilagens.

Como o colágeno tipo 2 atua?
Você deve estar se perguntando “Mas como e onde essa substância age no nosso organismo?”. Não se preocupe, iremos te responder!

Como a produção e presença natural da substância tende a diminuir a partir dos 25 anos geralmente, portanto fazer o consumo do mesmo se torna essencial pois ao repor o colágeno, ele recobra a cartilagem e mantém o desempenho saudável das articulações.

Qual a diferença entre o colágeno I, o colágeno II e o colágeno III?
É muito falado das variadas tipagens de colágeno que às vezes a gente até se perde, não é?
Mas calma, também iremos esclarecer a diferença entre estes três principais tipos!
Enquanto o colágeno tipo II atua firmemente nas articulações, o colágeno tipo I é responsável pelo fortalecimento da pele, unhas, cabelos e ligamentos.
Já o III ajuda no desempenho das funcionalidades arteriais e dos órgãos internos.

Os benefícios do colágeno tipo 2:
Agora que você sabe a diferença do tipo 2 e os outros e como ele age no organismo, destacaremos aqui os principais benefícios da ingestão do colágeno tipo 2 no nosso corpo:

  • Melhora a locomoção, evitando inflamações articulares;
  • Aumenta a saúde das articulações e cartilagens;
  • Propicia o alívio de dores nas articulações;
  • Pode ajudar na recuperação rápida de lesões.

Que doenças o colágeno tipo 2 previne?

Assim, o colágeno tipo 2 ajuda no tratamento contra doenças como artrite reumatoide, artrose, osteoartrose e outras doenças autoimunes e/ou referentes às articulações e lesões da cartilagem.

Como consumir a cápsula de colágeno 2 Fisioflex da ADA?
Recomendamos o consumo de 1 cápsula ao dia, ingerida com água, antes do café da manhã, ou seja, em jejum.

Imunidade e vitamina C

LEVAMOS A SÉRIO O CUIDADO COM A SUA IMUNIDADE

IMUNIFORCE E ARGIMUNE

LEVAMOS A SÉRIO O CUIDADO COM A SUA IMUNIDADE

Nos últimos tempos, tanto se fala de suplementações benéficas à saúde compostas de vitamina C e vários outros componentes que elevam os índices de uma boa imunidade e diminuem as chances de doenças causadas pela falta desses elementos no organismo, como os resfriados.

Temos visto tantas notícias – muitas delas falsas e tendenciosas – acerca desse tema, que resolvemos trazer aqui de forma explicativa e dinâmica como os nossos itens, Argimune C e Imuniforce, agem no organismo, quais os principais benefícios e porque seu consumo se faz tão promissor na sua saúde em conjunto a hábitos saudáveis.

Vamos começar do início, te explicando o seguinte:

O que é a imunidade e como funciona o nosso sistema imunológico?

A imunidade de forma bem curta e resumida é o nosso sistema de defesa. É a barreira que impede e defende nosso organismo de todo e qualquer corpo estranho que venha invadi-lo, como doenças, bactérias, vírus e outros.

Assim que seu corpo nota a presença de algum agente incomum, ocorre a ação de células de defesa e produção de anticorpos para o combate deste agente.

Esse processo de proteção do sistema imunológico é efetuado por células (como os linfócitos) e órgãos (como a medula óssea) e é conhecido como resposta imune.

Se o seu sistema imune não está em dia, funcionando direitinho, sua eficácia de defesa e proteção tende a diminuir, deixando você mais vulnerável à doenças.

E aí você nos pergunta:

O que posso fazer para melhorar minha imunidade?

Em verdade, é muito simples.

O conjunto formado pela ingestão de alimentos ricos em vitaminas e minerais, hidratação e consumo de água, sono regulado e a prática de exercícios físicos, adaptando assim uma vida com hábitos saudáveis é a melhor forma conhecida até hoje para equilibrar sua imunidade.

Porém, o consumo de suplementos vitamínicos é considerado também uma boa forma de turbinar e continuar mantendo sua imunidade em dia.

E assim, por levarmos a sério a saúde dos nossos consumidores, pensamos com cuidado em cada componente acrescentado nas nossas cápsulas. Confira abaixo como o Imuniforce e Argimune vão melhorar sua capacidade imunológica.

Como o Imuniforce irá impactar positivamente na sua imunidade e saúde:

O Imuniforce já deixa claro em seu nome, dar força à sua imunidade. É composto por vitamina C, D, E, selênio, zinco e ainda conta com traços de extrato de própolis.

Dessa forma, além de manter a função e bom funcionamento das células pertencentes ao sistema imunológico, o Imuniforce ainda auxilia no combate dos radicais livres (responsáveis pelo envelhecimento celular), ajuda na absorção de ferro, cálcio e fósforo, formação do colágeno e age também no processo de divisão celular e na manutenção dos ossos.

Como o Argimune irá impactar positivamente na sua imunidade e saúde:

E a essência do Argimune está na união de dois constituintes grandiosos para a imunidade, a vitamina C e a Arginina.

Além de o Argimune manter a sua imunidade e também te proteger dos danos causados pelos radicais livre, ele auxilia no metabolismo energético. E ainda por conter arginina na sua composição, este nutracêutico pode te beneficiar ajudando a desintoxicar o seu organismo e auxiliar nos processos que envolvem a cicatrização da pele.

Agora que você está por dentro sobre o que é imunidade e como funcionam o Imuniforce e o Argimune, que tal testá-los? Eles estão presentes nas melhores farmácias e lojas de produtos naturais. Garanta já o seu!